O cinema vai à mesa – O tempero da vida

Deixe um comentário

TEMPERO_DA_VIDA_01_FIMO tempero da vida (grécia, 2003) é um filme lindo que mostra a relação do turco Vassilis ~ dono de uma loja de temperos na Istambul dos anos 50 – com o seu neto Fanis. Ele transmite ao menino vários ensinamentos usando os temperos como analogia pra situações da vida, terminando por despertar nele o gosto pela culinária. Vassilis é uma espécie de filósofo culinário, e ensina à criança  que a comida vai muito além de despertar o paladar. Em um certo momento, ele diz que a palavra astronomia cabe dentro da palavra gastronomia, levando a crer que a ciência da comida é tão importante quanto os mistérios do universo.

Vassilis tem raízes gregas, e no final da década de 50, graças a problemas políticos entre gregos e turcos uma parte da sua família é deportada pra Grécia, separando assim avô e neto.

Fanis não se adapta bem à nova vida. Sofre com saudade do avô, de seus ensinamentos e de sua amiga Saime. Se dedica então à culinária e está sempre em volta querendo aprender as receitas com as mulheres da família. Mas seus pais não aprovam, e isso gera algumas cenas engraçadas. O menino chegava a cozinhar de madrugada pra não ser incomodado e os pais – mortos de preocupação – chamam até um padre pra ajudar!

Com o tempo ele acaba por desistir da culinária e se dedica à astronomia, conseguindo sucesso e tudo mais. Mas por volta dos 36 anos percebe que abriu mão da sua felicidade e ai tudo pode mudar.

Quem não assistiu, assista! Não por ser um dos meus filmes preferidos da vida, mas é mesmo um filme muito bonito. Sensível, cheio de nuances, de ensinamentos, de amor e também bastante rico, principalmente pra quem ama o mundo da culinária. Você quase sente o cheiro das comidas e temperos através da tela. E aqui, deixo uma receita do filme: as almôndegas que o pai de Fanis adorava! Elas levam um tempero especial que faz toda a diferença! No original é feita com carne de cordeiro misturada, mas só com carne bovina fica uma delícia! Clique na foto da página do livro ai embaixo à direita para ampliar e ver a receita!  As almôndegas da foto embaixo à esquerda foram feitas por mim e devoradas em minutos! 🙂

No filme a almôndega era servida com coalhada seca, mas na falta dela você pode usar iogurte grego ou desnatado, que são mais firmes. Tempere o iogurte com sal, azeite, cebolinha verde e hortelã fresca picadas. A mistura de sabores da almôndega com o frescor desse iogurte temperado é incrível! 🙂

Anúncios

Comente aqui :)

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s